10 dicas de como se recolocar no mercado de trabalho

Como se destacar no LinkedIn
01/09/2011
10 Mandamentos para o sucesso nas entrevistas
04/09/2011

10 dicas de como se recolocar no mercado de trabalho

Recolocação-profissional-como-fazer-um-upgrade-na-sua-carreira

Atualmente, há muita competitividade e falta de qualificação. Então, como procurar uma ocupação não é tarefa fácil, veja 10 dicas de profissionais bem colocados no mercado de trabalho:

1 – Participe do mercado

“Quanto mais alto o cargo que está procurando, mais se recorre a indicações para chegar em bons nomes. Por isso, é importante participar do meio profissional que atua, participar de eventos, ser palestrante, ir a mesas de debate, tudo isso é uma forma de se tornar conhecido e ir mostrando seu valor profissional e criando uma imagem extremamente positiva no mercado de trabalho.” Cícero Domingos Penha – Vice – presidente Corporativo de Talentos Humanos da Algar – Uberlândia – MGP

2 – Ative seu Networking

“Restabeleça sua rede de contatos. Pessoas que trabalharam com você em outras empresas e tinham bom relacionamento, procure fazer um contato principalmente telefônico, que PE um pouco mais pessoa, e diga que está disponível no mercado. Com essa rede ativa de pessoas que estão no mercado você deve começar a perceber onde estão surgindo as oportunidades e saber direcionar o currículo. Partindo da rede de relacionamento que você criou ao longo de sua carreira (e deve continuar criando), já facilita bastante.” Glauciléia Mattos – Especilista de Recursos Humanos da Rigesa – Campinas – SP

3 – Busque autoconhecimento

“A dica para recolocação no mercado de trabalho é o autoconhecimento. Faça um trabalho de perfil ou de identificação do seu perfil para que você realmente se conheça, saiba seu potencial, os pontos fortes e o que tem que melhorar. Muitas vezes pessoas trabalham muito tempo em algumas coisas e não sabem qual é realmente o perfil delas. Com o autoconhecimento a pessoa se descobre, inclusive, trabalha com motivação, retomando o objetivo.” Ricardo Vilela – Coordenador de Recursos Humanos da TGM Turbinas.

4 – Esteja Preparado

“Esteja sempre preparado para mudar. Entre preparado para sair! Você sempre tem que estar pronto para as mudanças que a empresa vai estar te dando. Isso, em minha opinião, é um característica fundamental. Foi assim que eu sempre gerenciei a minha careira. Entre, entendi e me preparei para sai a qualquer momento. Essa é a fica para quem quer se recolocar no mercado.” José Roberto Silva Coutinho – Executivo de Recursos Humanos da IBM Brasil.

5 – Procure se capacitar

“Tente sempre se capacitar, se atualizar com cursos formais ou seminários. Sempre veja o que acontece no mercado e alternativas para isso não faltam. Hoje você tem na internet: blogs, twitter para seguir os grandes pensadores de RH e no youtube você encontra muito coisa referente à capacitação. O cuidado nessa hora é filtrar o que é certo ou errado, aproveita é o que é interessante para sua carreira. Então, manter-se capacitado sempre será um diferencial na hora de ser escolhido na empresa ou vencer um concorrente pela vaga.” Edney Antonio Pin – Gerente de planejamento e gestão de Recursos Humanos da CPFL.

6 – Faça um bom currículo

“É preciso ter um currículo objetivo, claro, direcionado para o que você quer e colocar no currículo informações sobre isso. Sempre diga a verdade, não mais que a verdade, mas, claro, procurando valorizar você, seus resultados e o que você pode trazer de bom para aquela empresa que está se apresentando. Quanto mais você fizer um currículo direcionado para a oportunidade, será melhor!” Roberta Barbosa – Gerente de Relacionamento com regionais da Associação Brasileira de Recursos Humanos – ABRH

7 – Desenvolva-se para o mercado

“Para a recolocação, é necessário ter formação e desenvolvimento para estar disponível para o mercado. Por exemplo, na nossa empresa nós buscamos um profissionais através das competências dele para o cargo e depois trabalhamos com treinamentos, fóruns, eventos para que ele absorva conhecimento não só para a empresa, mas também para ele aprender a enfrentar o mercado. Então, é necessário aproveitar as oportunidades para aprimorar seu lado profissional cada vez mais e a todo tempo, pois às vezes você pode decidir sair da empresa ou perder o emprego.” Maria Aparecida Cintra – Diretora Administrativa da Democrata

8 – Aconselhe-se

“Eu acho importante, principalmente para os profissionais de nível superior, buscar um aconselhamento. Hoje se fala muito em Coaching, que ajuda muito sobre como fazer essa recolocação. Eu acredito muito nisso e já existem profissionais especializados. Faça um busca na internet e procure quem faz coaching. É um trabalho muito interessante que orienta sobre como você deve se portar e comportar com todas essas ferramentas, como: networking, disponibilidade e currículo.” João Natanael Souza Vieira – Relações Humanas da Minerva S/A

9 – Prepare-se para as entrevistas

“Uma dica que eu acho bastante importante é a preparação dessa pessoa para as entrevistas. Analise seu currículo, suas competências, pense em situações e possíveis perguntas. Prepare-se para esse momento não só no sentido visual, para causar boa impressão, como também no sentido de se expor de maneira correta e responder a todas as perguntas de maneira eficaz, responder ao que você tem para oferecer e mostrar para o mercado o que você tem de melhor.” Camisa Casaleti – Analista de Recursos Humanos da Nestlé Brasil.

10 – Seja Assertivo

“Saiba o que quer para se posicionar com firmeza, defina seus limites internos e tenha foco. Tudo isso é assertividade, ou seja, não saia dos trilhos. Isso vai fortalecer sua comunicação e posicionamento, pois, você será autoconfiante e a comunicação passa mais credibilidade do que alguém que não sabe o que quer. Por fim, na hora da entrevista, vá com emoções positivas. Entrar acreditando que tem competência já é meio caminho andado, mas deve ser baseado em uma crença real, não adianta achar e não treinar.” Vera Martins – Escritora e Diretora da Assertiva Consultores.

Fonte: Viva

Rodrigo Luis Afonso
Rodrigo Luis Afonso
Já fui de tudo um pouco, mas atualmente prefiro ser apenas eu mesmo.

Deixe seu comentário abaixo: