Amor é o que resta quando você fecha o Facebook

Selfies a dar com pau
13/01/2015
9 Dicas de Networking Para Melhorar sua Carreira
14/05/2015

O-Amor-Não-Pode-Existir-Nas-Redes-SociaisGosto de ver as declarações de amor nas redes sociais. Gosto de ver gente sendo feliz, gente sendo amada, gritando seu amor em paisagens deslumbrantes com filtros que deixam todo mundo parecendo tão incrivelmente descolado. Às vezes é tanto amor que dá até uma pontada de inveja. Lembro de um rapaz que exibia com alegria uma conta no Instagram que mais parecia um altar de endeusamento de sua namorada. Era bonito de se ver, talvez um pouco exagerado. No final das contas as declarações públicas de amor que podem ser bonitas e verdadeiras, mas não deixam de ser um show, um espetáculo para a plateia do outro lado da tela. O amor está nos bastidores.

Amor é aquilo que resta quando a cortina se fecha e as luzes se apagam. É aquilo que resiste às situações menos glamourosas de uma relação a dois. Nem todos os momentos são dignos de uma foto com uma legenda de trechos roubados de um romance francês. Aquele macarrão ligeiramente sem sal de terça-feira a noite pareceria no mínimo deprimente na sua timeline, mas vocês não trocariam esses momentos nem por mil curtidas em uma foto maravilhosa daquela última viagem.

O amor está nos momentos de silêncio, quando aos olhos daquela plateia que só da like se for “incrível” vocês parecem um casal que não tem mais nada para dizer um para o outro. Mas mesmo nesse silêncio, apenas uma troca de olhar entre vocês já quer dizer mais que muita jura de amor eterno trocada no facebook.

Nem todos os momentos vão ser sempre agradáveis. Às vezes estar do lado daquela pessoa vai ser simplesmente chato, cansativo ou até mesmo terrível, afinal de contas, todo mundo briga de vez em quando. Mas no final do dia, mesmo que não esteja tudo bem ainda, o mais importante é que vocês estão juntos.

As fotos incríveis daquela viagem e as declarações exageradas de amor não são o que definem o relacionamento de vocês. Aquilo tudo não era para vocês, era para os outros. Quando você ama de verdade você entende que o exclusivo é muito mais especial que o público. Um “eu te amo” ao pé do ouvido, que só você escutou e não deixa rastros para ser compartilhado tem muito mais importância que aquele texto enorme cheio de corações que você postou quando vocês fizeram X anos de namoro. Assim como aquele passeio gostoso que os dois estavam sem bateria no celular e que, portanto, só existe registro na memória de vocês.

O amor é aquele que permanece quando o espetáculo termina e vocês tiram as maquiagens dos filtros perfeitos, restando só aquela carinha amassada e as olheiras de cansaço e ainda assim vocês se olham e pensam “como eu consegui uma pessoa tão bacana?”.

No final das contas o amor dos bastidores é muito mais incrível que o do espetáculo, porque é muito mais complexo que aquela imagem estática e perfeita estampada eternamente no seu instagram. É claro que existe amor de verdade nos espetáculos das redes sociais, mas se ele só existe nas redes sociais, talvez esse espetáculo não seja prorrogado para mais uma temporada.

Por Andréa Romão