Apple anuncia iPad Air, OS X gratuito e atualiza linha de MacBooks

8 dicas para a geração Y não fazer feio no mundo corporativo
19/10/2013
Como evitar que crianças tenham acesso a conteúdo adulto na Internet
27/10/2013

Apple anuncia iPad Air, OS X gratuito e atualiza linha de MacBooks

A Apple apresentou o iPad Air, produto que nenhum rumor previu, colocou a tela Retina no iPad mini, atualizou sua linha de MacBooks, apresentou novamente o Mac Pro e afirmou que distribuirá o OS X Mavericks de graça. Tudo isso aconteceu em um único evento realizado na cidade de São Francisco, Estados Unidos, nesta terça-feira (22). (FONTE)

Novos iPads (Foto: Reprodução)

Seguindo o conceito inaugurado no MacBook Air, a Apple anunciou o iPad Air, um tablet que ainda manterá a tela Retina de 10 polegadas, mas virá mais leve do que as versões anteriores. Segundo a Apple, este é também o tablet mais fino do mercado.

O iPad Air vem com uma câmera frontal e outra traseira, processador A7, o mesmo do iPhone 5S. Seu formato é similar ao já conhecido iPad mini, lançado no ano passado, mas será vendido em duas cores: preto e cinza.

iPad mini com tela Retina

A Apple confirmou os rumores que surgiram na última semana: o novo iPad mini realmente terá uma tela de 7.9 polegadas com tecnologia Retina, que lhe garante uma resolução de 2.048 x 1.536. Além disso, ele também recebeu o processador A7, câmera Facetime HD, não presente na versão anterior. Segundo a empresa, a bateria deste dispositivo pode durar até 10 horas de trabalho contínuo.

Nenhuma modificação foi feita no desenho do produto, mas ele também será vendido nas mesmas duas cores do iPad Air.

O iPad mini continuará a ser fabricado e vendido pelo valor de US$ 299, na versão de 16 GB, enquanto o novo iPad mini com tela Retina chegará às lojas americanas pelo preço de US$ 399, também na versão de 16 GB.

Preço da nova família de iPads (Foto: Reprodução)

OS X Mavericks

Craig Federighi, responsável pelo sistema operacional para os computadores da Apple, apresentou as principais características do OS X Mavericks. O maior destaque do sistema, é que ele foi construído para aproveitar melhor o sistema de memórias dos MacBooks para tornar o uso mais rápido e suave. Da mesma forma, com o novo OS X, o uso da bateria está mais econômico do que era com o OS X Mountain Lion, sistema operacional anterior da Apple.

O sistema de notificações está mais completo. Agora, além de receber mensagens dos programas e atividades que estão ocorrendo no seu computador, o usuário poderá responder ou compartilhar a mensagem, direto na área de notificações. Isso faz com que o usuário economize tempo de trabalho.

Mac OS X (Foto: Reproduçao/Apple)

Com o iBooks integrado ao sistema para desktops e notebooks, o usuário pode ler os livros que ele comprou no iPad ou iPhone, mas também pode copiar o conteúdo de uma obra direto para o programa Pages por exemplo, conforme Craig demonstrou durante o evento. Essa replicação do conteúdo pode ser feita apenas arrastando uma imagem, parte de um texto ou qualquer tipo de conteúdo, de uma janela para outra, utilizando o mouse ou o touchpad do MacBook.

O OS X Mavericks chega na Mac App Store nesta terça-feira (22) de graça para toda a linha de computadores da Apple. Antes de anunciar a gratuidade, Craig ainda provocou a Microsoft, ao apresentar no telão o preço do Windows 8 Pro: US$ 199,00.

Apple Free (Foto: Reprodução)

MacBook Pro com tela Retina

Toda a nova linha de MacBooks Pro com Tela Retina estarão à venda a partir de hoje nos Estados Unidos. As atualizações dos computadores portáteis da Apple foram bem modestas, se concentrando apenas em incluir os novos processadores de quarta geração da Intel, conhecidos pelo codinome Haswell.

Preços dos novos MacBooks (Foto: Reprodução)

Além disso, eles atualizaram o padrão de redes Wi-Fi suportados por esses computadores, que agora trabalham com o novo WiFi 802.11ac. Esta nova estrutura torna as conexões sem fios mais rápidas, confiáveis e livre de interferências. Outra pequena novidade da linha de notebooks da Apple é a atualização da porta Thunderbolt 2.

Os novos MacBooks Pro tornaram-se mais poderosos também nos aspectos gráfico, com a nova placa de vídeo GeForce GT 750M da Nvidia, com 2GB de memória dedicadas. Desta forma, o novo MacBook Pro terá seus 4GB de memória RAM disponíveis para outras tarefas que não exijam muito de aspectos gráficos.

O MacBook Air, que também receberá os novos processadores Haswell, estarão à venda pelo preço de US$ 999 na versão de 11 polegadas de tela, e US$ 1.099 para a versão com 13 polegadas. Já a nova linha de MacBooks Pro com tela Retina estarão a venda por US$ 1.299 e US$ 1.999 para os modelos com 13 e 15 polegadas de tela, respectivamente.

Mac Pro

Assim como na WWDC, o Mac Pro foi novamente apresentado. Phil Schiller, executivo da Apple, demonstrou todas as entradas do novo computador de mesa e ressaltou o cuidado que a empresa teve para fazer um produto mais silencioso, compacto e com um baixo consumo de energia. Ele consome 70% menos energia que a geração anterior de Macs Pro.

Mac Pro tem suporte a monitores 4K (Foto: Reprodução)

O Mac Pro estará disponível nos Estados Unidos em dezembro, por US$ 2.999.

iLife

O pacote de aplicativos multimídia da Apple também foi atualizado, principalmente para fornecer uma maior integração entre a versão para Mac e para iPads ou iPhones, isso se confirma com o app Photobook, que também estará disponível para iPad e mostrará as mesmas fotos, sincronizadas entre os dispositivos.De mudanças significativas, a interface do iPhoto foi simplificada para o usuário navegar com mais facilidade entre suas fotos.

O iMovie ganhou a função “iMovie for You”, com ele, o usuário poderá manter suas criações em vídeo sincronizadas entre o aplicativo no Mac e iPad. Deste modo, o usuário poderá continuar a sua edição onde estiver.

O novo iLife estará disponível ainda nesta terça-feira (22) e será gratuito para quem comprar agora  os novos MacBooks, iMacs ou dispositivos com iOS.

Novo iLife (Foto: Reprodução)

iWork

A linha de produtos de escritório da Apple também foi atualizada hoje. Todos os aplicativos receberam mudanças no visual, principalmente nas cores e fontes, além de novos temas prontos para o usuário aplicar em seus trabalhos.

Keynote agora tem suporte a ediçao colaborativa (Foto: Reprodução)

Assim como no iLife, as mudanças no iWork também foram pelo caminho de facilitar e agilizar o trabalho do usuário, tornando o uso das tarefas mais fáceis. Em muitos casos, basta apenas arrastar com o mouse para trocar uma fotos, mudar o estilo de um título, entre outras opções.

A grande novidade do iWork ficou por conta da versão que rodará no iCloud. Deste modo, o usuário poderá acessar e trabalhar em um documento de qualquer dispositivo da Apple, ou até em um computador com Windows, através do navegador. Assim como no Google Drive, vários usuários poderão trabalhar ao mesmo tempo em um projeto, de forma colaborativa.

Rodrigo Luis Afonso
Rodrigo Luis Afonso
Já fui de tudo um pouco, mas atualmente prefiro ser apenas eu mesmo.

Deixe seu comentário abaixo: