Minha opinião sobre “Os oito odiados” de Tarantino

Filme da Harley-Davidson pede aos “engravatados” que se aventurem
01/11/2015
Casei com uma procrastinadora! E agora?
28/01/2016

tarantino

Eis que Tarantino lança mais um filme. Os Oito Odiados tem uma historia bem “clássica”, uma fórmula de drama já muito usada em outros filmes de “mistério”.
Ir ao cinema com a expectativa de ver uma grandiosa obra de arte Tarantinesca pode lhe frustrar. A Raquel se frustrou. Porque depois de Django Livre fica difícil outro filme ter a mesma profundidade histórica equilibrada com violência e beleza nas cenas.
E é claro que muitos terão esta mesma impressão. Li algumas críticas antes e agora, depois de ter assistido o filme. E afirmo que se você for ao cinema disposto a ver um filme bem produzido, excelente fotografia e trilha, não se decepcionará.
Após ler uma crítica tive esta mesma impressão: o “mote” do filme é o mesmo: pessoas confinadas em um local, nenhum confia no outro, e a qualquer momento tudo pode estourar.
No mais, a excelente escolha de atores ajuda a salvar o filme, além do fato da riqueza de detalhes e do bom humor nos diálogos, típicos do Quentin.
Recomendo, mas a Raquel não.

Veja aqui algumas críticas do filme. Aviso: contém spoillers.

http://www.adorocinema.com/filmes/filme-225571/criticas-adorocinema/
http://omelete.uol.com.br/filmes/criticas/os-8-odiados/?key=104017
http://www.guiadasemana.com.br/cinema/noticia/critica-os-oito-odiados-se-esforca-demais-para-chocar-mas-ainda-e-um-bom-tarantino
http://cinema.uol.com.br/noticias/redacao/2016/01/07/os-oito-odiados-8-motivos-para-amar-ou-odiar-o-novo-filme-de-tarantino.htm