Por que não ficar “Disponível para mercado” no LinkedIn?

Estes dados são completamente dispensáveis em um currículo
15/05/2016
[Publieditorial] BiciPontos
17/05/2016
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Uma prática equivocada.

Vejo muitos colegas descreverem “Disponível para mercado” no campo Título Profissional do LinkedIn com o objetivo de buscar um emprego. Está errado! Há os que criam um perfil no LinkedIn somente depois que perdem o emprego e ainda deixam seu cadastro sem pelo menos uma boa foto. Imagino o quanto é difícil estar desempregado. Quando o profissional é demitido sem que ele esteja ou seja preparado para suportar o impacto da demissão, é realmente desesperador. A pessoal fica sem rumo e sem saber o que fazer se coloca em situações comuns. Vou escrever apenas dois pontos que vão mostrar porque não ficar disponível para mercado no LinkedIn.

0000

Se for outro título que mostre que estou desempregado, pode?

Já vi colegas escrevendo na função: Em Busca ou A Procura de Oportunidades, Livre e até Desempregadoescrevem. É provável que a pessoa tenha pensado: “se todo mundo escreve esse título e se é mesmo a verdade, também vou escrever. Vai que dá certo?” Só que ela está tremendamente enganada. Pode até parecer uma mensagem direta para os caçadores de talentos, mas como é que vão achar essa pessoa se nem ela sabe o que faz?

Preparei uma pesquisa sobre dicas para perfil do linkedin para você escolher a melhor leitura entre os mais de 19 mil resultados. Se preferir, também achei o texto de Jeremy Abel interessante (em inglês) – Step-Up Your LinkedIn Profile: 30 Powerful Tips.

Defina a sua profissão!

Não saber no que é bom e o que faz é a pior coisa para um profissional que está buscando uma recolocação. Os caçadores de talentos certamente procuram candidatos pela função desejada e não por alguém disponível. Facilitar o trabalho deles é colocar qual a sua profissão e modelar o perfil de forma que seja inteiramente interessante para eles desejarem conhecer mais. Quem está disponível é aquela que é livre de obrigações, uma desocupada e além disso, parece excesso de vaidade. Enfim, fica feio! Se a pessoa nunca trabalhou e/ou possui uma graduação, deveria descrever o nome do cargo/área pretendido.

Algumas dicas

  1. No seu perfil, na coluna direita há uma opção “Deseja notificar à sua rede?” – Escolha por NÃO notificar. Assim, seus contatos vão ver somente as suas publicações e compartilhamentos;
  2. Se você tem inglês fluente ou escreve e fala bem outra língua, monte uma versão igual no idioma – cuide com erros;
  3. Se você escreve bem, utilize a opção “Publicar” para escrever suas opiniões sobre sua carreira – Foi assim que o blog Venda de Software começou;
    1. Atenção: Se você escreve bem… Utilize a opção “Publicar”!
  4. Escreva um bom resumo de suas qualificações, coloque esta área no topo do seu perfil e principalmente, adicione um ou dois arquivos que demonstram seu trabalho – Eu coloquei meu currículo e a apresentação comercial da minha empresa;
  5. Veja o link acima. Em todas as minhas redes sociais eu uso o nome andreluisbnu. Querendo ou não, essa é uma espécie de identidade na Internet – Entre nas configurações de cada uma para alterar o padrão para um nome que te identifique. Cuidado com apelidos. “Not cool!”;
  6. Faça verdadeiras recomendações para seus colegas de verdade e peça para eles escreverem sobre você – Escolha bem o colegal;
  7. Deixe o campo “Título Profissional” com o nome do cargo que você quer ocupar – Será mais fácil para os recrutadores te achar pelas pesquisas;
  8. No campo “Período” da empresa que você trabalhava antes, apenas finalize o tempo naquele emprego – Os recrutadores já saberão que você não está trabalhando;
  9. Tente deixar o seu perfil no LinkedIn “megaPower” com todo seu histórico e projetos realizados;
  10. Siga as empresas que você deseja trabalhar, curta e comente suas publicações – Descubra se não há grupos abertos dessas empresas;
  11. Compartilhar vagas, comentar a promoção de colegas, publique sua rotina enquanto desempregado, entrevistas etc. EscreEstas seriam algumas pistas que vão dizer para o mercado que a pessoa está disponível.

É inevitável que ficar sem emprego cause na pessoa um tremendo desconforto. As redes sociais deixam as pessoas expostas com mais facilidade então, entenda o seguinte: Você está sendo analisado e a decisão de contactá-lo ou não será tomada antes mesmo de você saber.

Texto por André Luis

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.